Prefeitura da Serra demite 300 professores com diplomas falsos

Prefeitura da Serra demite 300 professores com diplomas falsos

A Prefeitura da Serra demitiu 300 professores que usaram diploma e certificados de graduação e pós-graduação falsos para conseguir aprovação em processos seletivos. Esse total de demissões aconteceu nos seis primeiros meses deste ano, durante a averiguação para contratação.

A investigação do caso segue, agora, para o Ministério Público, que vai tomar as providências cabíveis.

“Durante o processo seletivo, a gente vai averiguando, porque tem a fase apenas de inscrição na internet e, depois, de averiguação de documentação. Durante esse período de averiguação, a gente descobriu, infelizmente, ao longo desses seis meses, 300 professores que apresentaram diplomas falsos”, falou o secretário de Administração e Recursos Humanos da Serra, Alexandre Viana.

Segundo ele, alguns professores chegaram a trabalhar na prefeitura durante a averiguação, mas por um curto período. “Não passou de 15 dias”, disse.

O secretário explicou que a equipe que faz a verificação percebia alguma irregularidade e checava.

“A gente procurava ao MEC ou a instituição e via que o diploma não tinha fundamento. Eram instituições públicas e privadas, mas todas elas são parceiras da prefeitura na apuração desses fatos. Depois que a gente apura, a gente encaminha ao Ministério Público, que fica com a parte investigativa e punitiva”, destacou.

Viana afirmou que o problema não prejudicou os alunos. “A gente tem uma reserva técnica de professores. Nenhum aluno ficou sem aula”, declarou.



Fonte: g1.globo.com

Compartilhe

Autodidatas - 2017

Flag Counter